Cuiabá, Quarta-Feira, dia 13 de Dezembro de 2017
Busca: 
Notícias Orkut
Educação Vídeos
Direito Projetos
Educacionais
Aulas  
Redes
sociais:
Governo MT - Queimadas
PRO VERDE sem claquete
Combate ao trabalho infantil
TV Câmara TV AL-MT
TV Senado TV TCE
TV Justiça  
Notícias
Artigos
Vídeos
Parlamento
Espaço Acadêmico
Leitura
Blog
Anuncie
Eventos, Cursos, Concursos...
CF-1988 - Atualizada

SF
Jornal do Senado - Notícias em formato PDF

AS
Filhos do Sol Contos e Crônicas

Benedito Rufino da Silva
Receba nossas newsletters
E-mail:

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Notícias
Nome:
E-mail:
Seu amigo:
E-mail dele:
Assunto:
Comentário:
Liceu Cuiabano vence projeto Onde há educação, a corrupção não tem vez
04/12/17
Por: GCOM-MT
Fonte: GCOM-MT

 

A EE Liceu Cuiabano Maria de Arruda Müller foi a grande vencedora do projeto “Onde há educação, a corrupção não tem vez", organizado pelo Ministério Público do Estado de Mato Grosso (MPE), em parceria com a Secretaria de Estado de Educação, Espore e Lazer (Seduc) e as secretarias municipais de educação de Cuiabá e Várzea Grande.

A fase final do projeto foi realizada na última sexta-feira (01.12), no auditório das Promotorias de Justiça de Cuiabá. Durante a final foram realizadas apresentações artísticas, culturais e discursos contra a corrupção.

Ao todo, 23 escolas estaduais e municipais de Cuiabá e Várzea Grande participaram da competição, sendo que 10 delas foram classificadas e vão disputar o primeiro lugar.

O projeto foi dividido entre estadual e municipal: As grandes vencedoras da edição estadual foram a EE Liceu Cuiabano Maria de Arruda Müller, seguida da EE Jaime Verissimo de campos Junior e Porfiria Paula de Campos.

Na categoria municipal o concurso foi vencido pelos alunos da EMEB Dirce Leite. Caic Gonçalo Domingos de Campos ficou em segundo lugar e a EMEB Tenente Abílio em terceiro.

O secretário de Educação, Esporte e Lazer, Marco Marrafon, participou da cerimônia de premiação do projeto.“É maravilhoso ver como os estudantes compraram esta ideia e estão empenhados no projeto, vi que algumas das apresentações podem, inclusive, servir de case e serem levadas para outras escolas”, disse.

Marrafon destacou que o combate à corrupção deve ser começado o quanto antes e que formar uma cultura de prevenção é fundamental. “Melhor ainda se for enquanto jovem, formar essa cultura, criar o que é chamado de proibição de retrocesso, que é quando já começamos a enxergar que certos hábitos são feios e que não são legais, isso imediatamente é explicado e fica consolidado na cabeça dos jovens, reforçando o censo de retidão”, afirmou.

Projeto

O procurador Geral de Justiça, Mauro Curvo, afirmou que o projeto foi uma maneira encontrada para incentivar a cidadania desde cedo. “A melhor forma de combate à corrupção é a prevenção e quanto mais jovens, melhor”.

Desenvolvido pelo Ministério Público de Mato Grosso, em parceria com a Seduc e secretarias municipais de Cuiabá e Várzea Grande, o projeto teve início nas promotorias de Porto Alegre do Norte e Comodoro, sob a coordenação da promotora de Justiça Luciana Fernandes de Freitas, que estará em Cuiabá para participar da premiação. O sucesso do projeto foi tamanho que se tornou um programa institucional, com o apoio da Procuradoria Geral de Justiça, a ser replicado em todas as promotorias do Estado, sendo que Cuiabá e Várzea Grande foram escolhidas para dar início aos trabalhos.

O desafio lançado aos alunos teve três fases. A primeira, com caráter eliminatório, foi a elaboração de uma redação – com título, introdução, desenvolvimento e conclusão. A segunda, um projeto de artes de forma livre, que podia ser desenvolvido por meio de todas as vertentes artísticas, como poesia, dança, teatro, música, documentários, etc. A última prova, um discurso e apresentação

Os integrantes da equipe vencedora foram premiados com um tablet cada um. O professor-orientador da turma também ganhará um tablet. A escola cuja equipe sagrar-se vencedora receberá, ainda, o prêmio no valor de R$ 1 mil. Os demais estudantes ganharam medalhas por participação do projeto.

Participam da iniciativa nesta edição 10 unidades de Cuiabá e 13 de Várzea Grande. Na capital, são cinco estaduais: Liceu Cuiabano Maria de Arruda Muller, Dione Augusto Silva Souza, Rafael Rueda, Prof Heliodoro Capistrano da Silva e João Brienne de Camargo; e cinco municipais: Dejani Ribeiro Campos, Senador Darcy Ribeiro, José Luis Borges Garcia, Elza Luíza Esteves e Ranulfo Paes de Barros.

Em Várzea Grande, são oito estaduais: Júlio Strubing Muller, Professora Elizabeth Maria Bastos Mineiro, Dunga Rodrigues, Jaime Veríssimo de Campos Junior Jaiminho, Irene Gomes de Campos, Governador Jose Garcia Neto, Porfíria Paula de Campos e Manoel Correa de Almeida; e são cinco municipais: Lenine Póvoas, Dirce Leite, Abdala José de Almeida, Tenente Abílio e Caic – Gonçalo Domingos de Campos.

Fonte: GCOM-MT 

Nome:
E-mail:
Título:
Comentário:
Comentários Envie o seu
Não foi feito nenhum comentário para esta matéria até o presente momento
Outras Notícias
04/12/17
Seduc abre seleção para professores das Escolas Plenas de Mato Grosso
04/12/17
Governo anuncia a criação de duas novas escolas no município de Água Boa
04/12/17
Alunos da rede estadual são diplomados no Programa Voto Consciente 2017
04/12/17
Terceira etapa do concurso da Seduc para cargo de professor iniciou no sábado
04/12/17 - MT PAR e parceiros buscam projetos estruturados e captação de recursos
04/12/17 - Seduc inicia cadastro para Matrícula Web
30/10/17 - Municípios promovem avaliação do Plano Estadual de Educação
30/10/17 - Divulgado resultado de concurso da Secretaria de Educação
© 2004 -  O conteúdo desse site pertence ao EJURNEWS e AMEJUR - Todos os direitos reservados. A reprodução parcial ou total dos artigos é permitida, desde que citada a fonte.
Os artigos assinados são de inteira responsabilidade de seus autores e não refletem, necessariamente, o posicionamento deste site de mídia informativa.